terça-feira, 28 de setembro de 2010

MEDO

MEDO

Vivo a solidão do mundo
Uma corrente que nasce e morre em mim
Sempre a lembrança do fim...

Olho para os ponteiros em minha mente
A dor pungente do olhar que outrora
Despia-me de gozo...

Agora apenas o medo da imagem
Desprovida de encantos que se reflete
No espelho...

Recordo a traição, recordo a confirmação
É difícil acreditar que ainda há desejo
Apenas medos...

Fico ali...

Parada...

Refletindo sobre o tempo.

Gheysa Moura

5 comentários:

  1. NO MEU BLOG HUMOR EM TEXTO DESTA SEMANA, A CRÔNICA É:


    TENTANDO EXPLICAR OS SENTIMENTOS:HOMEM E MULHER

    “Temos procurado através de intensas pesquisas teóricas, e muito mais práticas, compreender melhor as múltiplas possibilidades que podem ter um homem e uma mulher nos eventos de prazer da sexualidade, quanto aos seus comportamentos, atitudes, emoções e as suas sutis e históricas diferenças.

    É tudo muito complexo!”

    TENHO CERTEZA QUE SEU COMENTÁRIO SERÁ MUITO ÚTIL PARA COMPREENDERMOS MELHOR, ESTA ETERNA PROCURA DO HOMEM E DA MULHER.

    UM ABRAÇÃO CARIOCA !

    ResponderExcluir
  2. Podes-me ajudar com a minha renovação? :D Basta vires AQUI.

    Muito obrigada! :)

    ResponderExcluir
  3. Minha querida leio em tua alma muita dor e solidão e se existe um mal maior que este dois eu não quero conhecer.

    Um grande beijo amiga e te sigo. Obrigada pelo comentario.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. OLÁ

    Passei pra dizer que tem um presente pra ti no meu blog, passa lá pra buscar..

    obs: adoro seus escritos

    beijos

    ResponderExcluir